domingo, 11 de janeiro de 2015

Je suis Charlie…
… mas há que fazer a Grécia sair da austeridade obrigando-a a comprar mais armamento à Alemanha e a Grécia só pode permanecer no Euro se for eleito o partido que os alemães querem.


Je suis Charlie…
… mas os palestinianos só têm direito a viver em colonatos, não pode haver paz se a Palestina for reconhecida como Estado, há que cortar as fontes de receitas e os bens essenciais aos palestinianos e as mulheres judias não podem rezar na mesma zona do muro das lamentações que os homens.


Je suis Charlie…
… mas os catalães não têm direito à autodeterminação.


Je suis Charlie…
… mas Viktor Yanukovych tem de ser deposto à força, mesmo apesar de eleito democraticamente pelos ucranianos a duas voltas.


Je suis Charlie…
… mas o Dubai tem de organizar o Mundial'2022 graças a corrupção e os Emiratos querem que Bashar al-Assad saia, sem eleições, e seja substituído pelos rebeldes pró-ocidentais.



P.S.: Fotos tiradas da marcha de hoje, em Paris, onde alguns milhões de pessoas se juntaram não sei bem para quê.