quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Funcionários e dinheiro para o "estaleiro"

Por 415 mil euros/ano, o Estado vai despedir os 620 trabalhadores dos Estaleiros de Viana do Castelo, com direito às respectivas indemnizações, para que a Martifer contrate 400 novos funcionários.

Se a empresa mantivesse 400 nos seus quadros, ainda por cima experientes, o Estado gastaria, no máximo, indemnizações com 220 funcionários e pouparia o pagamento de 400 subsídios de desemprego, muitos dos quais de longo prazo.

Pergunto: quando é que esta concessão começa a tornar-se minimamente rentável para o Estado? Provavelmente, nunca, pois está previsto que o Estado gaste 30 milhões de euros com indemnizações (fora os subsídios de desemprego) e toda a subconcessão apenas trará um retorno de 7,5 milhões de euros. Ou seja, o Estado oferece e não se importa de ter prejuízo. Isto é gestão danosa!

Sem comentários: