sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Autárquicas'2013: onde está o PAN, em Almada?


O Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN) está presente em Almada. Tem uma direcção local activa, interessada, dedicada e presente em alguns eventos no concelho. Apresenta bom trabalho. Nas eleições legislativas de 2011 conseguiu ser a 6.ª força política no concelho com 1.467 votos (ou 1,65%), correspondentes a 25% do total de votos alcançados pelo Bloco de Esquerda em Almada, muito acima do PCTP/MRPP (945 votos). A margem de progressão no concelho é tremenda, podendo congregar apoiantes de esquerda, de direita e de centro. E o que decide o PAN fazer para expandir a sua presença em Almada e aproveitar todo o seu potencial? Designar como candidata à Câmara Municipal uma cidadã chamada Sofia Silva, que muito poucos (ou quase ninguém) fazem a mínima ideia de quem seja.

Paralelamente, não se conhece nada sobre esta candidatura quer nos espaços virtuais do PAN Almada quer no próprio sítio nacional. Não se conhece outdoor, acções de campanha ou programa eleitoral. Nada temos contra a candidata, até porque não a conhecemos, mas tudo o que se sabe desta candidatura vem do sítio do Setúbal na Rede, onde são promovidas como ideias essenciais de campanha (i) «o reconhecimento de direitos iguais para todas as pessoas», (ii) que «os animais não humanos (...) sejam alvo da devida consideração e respeito pelos humanos», (iii) «o reconhecimento da interconexão de todos os seres e ecossistemas (...) com uma atitude de respeito pela Natureza», (iv) que Almada seja «uma cidade [esquecem que o município de Almada não é só a cidade de Almada mas também a da Costa da Caparica] inteligente, com inovação política, tecnológica, social, ambiental, crescimento económico sustentável e respeito por todos», (v) «promover a auto-sustentabilidade alimentar e energética, iniciativas de economia solidária, cooperativismo e trocas, produção e consumos locais, agricultura biológica e permacultura, reabilitação de infra-estruturas, o bem-estar social das pessoas, com promoção do contacto inter-geracional, empresas  baseadas em conhecimento e com potencial de crescimento em mercados internacionais (startups inovadoras), pequenas, médias e novas empresas, o bem-estar animal, a arborização de espaços verdes e implementação de jardins comestíveis, implementação plena da “política dos 3 R’s” - Reduzir, Reutilizar e Reciclar». A ferros, acabamos por saber que esta candidatura é contra a extinção da ECALMA, pretende «aproveitar os espaços devolutos e transformá-los em lugares de lazer e bem-estar» e «criar escritórios e centros de investimentos para pequenas empresas e aliciar jovens empreendedores a investir no município».

Tudo isto é pouco, muito pouco. Já toda a gente sabe que se o Partido se chama Partido pelos Animais e Pela Natureza, então terá boa parte do seu objecto centrado nos animais e na natureza. Insistir nessa ideia e acrescentar um conjunto de banalidades e visitar lugares comuns, sem apresentar e/ou promover uma única medida concreta que seja é manifestamente insuficiente. É assim que o PAN quer chegar longe em Almada?

3 comentários:

Sofy disse...

Boa noite,

Sou a cidadã chamada Sofia Silva e gostaria que lhe dar a conhecer as nossas propostas e o nosso programa no site: http://almada.pan.com.pt/ e a página Facebook.

Para mais informação informo-lhe que vivo Almada desde que nasci, nunca me identifiquei como nenhum partido político contudo os princípios do PAN: pessoas, animais e natureza, ou seja, o respeito por todos! Fizeram com que saísse da minha zona de conforto.

Assim, prescindi de horas de lazer e de confraternização com familiares, amigos e acima de tudo a minha filha, pelos nossos companheiros animais, pelas pessoas com falta de afeto, carinho e estímulo profissional e a nossa mãe natureza muito desprezada.

Gostaria ainda de lhe informar que "o nosso muito pouco" não é em esforço, dedicação e empenho, mas sim de recursos humanos e financeiros. Temos palmilhado as ruas do concelho de Almada com os nossos modestos folhetos a dar a conhecer o nosso grande partido!

A informação que existe sobre nós ainda é muito escassa, contudo empenhámo-nos nos meios que nos foi possível ( Setúbal na rede, Almada tv, antena 1 e radio radar) e passar a palavra em prol do respeito pelos nossos queridos companheiros animais, promover o bem-estar e a felicidade das pessoas quer socialmente, quer economicamente e quer ambientalmente, assim como, proteger a nossa querida mãe natureza!

Agradeço a sua atenção ao exposto na esperança que perceba do porquê do nosso muito pouco.

Viva o PAN!

Obrigada,
Sofia Silva

Nem tudo Freud explica disse...

Estimada candidata,

Agradecemos o seu comentário.

O que entendemos por «muito pouco» prende-se com o facto de os princípios que refere tratarem-se de princípios que norteiam o vosso posicionamento na política nacional e local.

Todavia, é necessário propôr ideias e apresentar um programa com medidas concretas para o Município a que se candidatam. Defender a protecção dos animais, não chega. É preciso indicar como o pretendem fazer: vão criar mais canis? Vão disponibilizar serviços de veterinários a título gratuito? Vão criar quintas pedagógicas? Ninguém sabe, nem sequer sabemos de que forma, onde e quando o pretendem fazer.

E mesmo a questão dos animais e da natureza e as relações e o respeito entre estes e os Seres Humanos torna-se muito redutora para autárquicas.

É preciso oferecer mais. É preciso incluir no programa eleitoral a posição sobre a ECALMA, sobre o MST, sobre o IMI, só para referir o básico. Um programa eleitoral tem de ir mais a fundo e ousar propôr medidas concretas.

Lamentavelmente, o PAN não o faz. E, conforme referimos, resumir tudo à questão da Natureza, dos animais e os Seres Humanos com estes, é muito pouco.

Simultaneamente, lamenta-se que a candidatura não tenha uma sede de campanha - como até os independentes à Costa da Caparica têm - ou sequer um sítio de internet, nem que fosse um blogue, o que fosse, para poderem ser acedidos pelo público.

E propaganda: não é preciso encher a cidade de outdoors. Veja-se o simples exemplo do PTP na Caparica, que até as folhas A4 desenrascam. Faz-se o possível e ninguém sabe do PAN, só se sabe (quem sabe) que tem uma candidatura.

Desejamos boa sorte para domingo e torcemos para que futuras candidaturas possam mostrar mais do Partido.

Sinceros e melhores cumprimentos,
Alexandre Guerreiro
(Nem tudo Freud explica)

Sofy disse...

Estimado eleitor,

Agradecemos igualmente os seus comentários pois julgamos que são sempre úteis para melhorarmos e crescermos como partido.

Gostaria de saber se leu o nosso programa eleitoral, pois julgamos que temos muitas medidas concretas para o concelho de Almada e que respondem em grande parte às suas pertinentes questões.

Como é público, e poderá aceder para conhecer os orçamentos de campanha dos outros partidos, posso lhe dizer que o nosso orçamento para campanha em Almada é de 850€ sendo assim de todo impossível termos uma sede de campanha.

Como lhe informei temos páginas na internet e no facebook, pois estes recursos não requerem investimento financeiro.

Face ao nosso orçamento apostámos nos flyers reciclados e no tamanho mais pequeno possível, em que alguns distribuímos no correio e outros no contato direto com as pessoas.

Face ao que diz, e agradecendo a sua opinião, talvez se fizéssemos menos flyers conseguiríamos fazer uns escassos A4 e as poucas pessoas que realmente trabalharam sem descanso nesta campanha conseguissem ainda com um pouco mais de esforço colar as tais folhas A4 pelo concelho de Almada. Agradeço novamente esta informação muito preciosa que em próximas eleições serão tidas em consideração.

Mais uma vez convido-lhe a aceder ao nosso site: http://almada.pan.com.pt/ e ver o nosso programa eleitoral para Almada: http://almada.pan.com.pt/files/programa_eleitoral.pdf
e ainda visitar a nossa página no facebook: https://www.facebook.com/autarquicas2013PANalmada

Sabemos que somos pequeninos como partido mas também formado por grandes pessoas com uma enorme vontade de trabalhar, que na sua maioria nunca tiveram qualquer ligação política, estão fartos do caos a que chegou a política e que saindo do seu sofá trabalham para uma política alternativa e diferente que contribuia para o bem-estar e felicidade para todos: pessoas, animais e natureza!

Grata pela sua atenção desde já desejo que no dia 29 exerça o seu direito de voto dado que cerca de 50% da população do concelho de Almada não o faz.

Melhores cumprimentos,

Sofia Silva