sábado, 29 de dezembro de 2012

Portugueses devem evitar o Serviço Nacional de Saúde?

Segundo o Secretário de Estado da Saúde, os portugueses devem prevenir doenças e recorrer menos ao Serviço Nacional de Saúde (SNS). Certo. Tem toda a razão, mas a culpa não é só das pessoas, mas também do Estado e dou 3 exemplos:
- Porque motivo se agravaram os preços das vacinas?
- Considerando que muitas doenças derivam da falta de saúde oral, não devia o Estado criar condições para que os portugueses reduzam a incidência de doenças garantindo acesso a cuidados de saúde oral em condições correspondentes às suas condições de vida?
- Para quando a aposta do Estado na saúde mental, como forma de evitar doenças que mais tarde causam danos irreparáveis, quer para o doente, quer até para o Estado que se vê forçado a pagar subsídios por doença e pensões e perde contributos para o PIB? Segundo um estudo recente, intervir cedo poderia prevenir perda de 1,6 mil milhões de euros em Portugal!

Tenho a certeza que a aposta do Estado nestas três vertentes permitiria poupar muito dinheiro no SNS. Isto, para não fazer referência à luta contra o tabagismo e contra a toxicodependência.

Sem comentários: