terça-feira, 2 de outubro de 2012

Quo vadis, Direito do Mar?


Tomámos ontem conhecimento do falecimento do Prof. Doutor Armando Marques Guedes. Muitos podem não ter noção mas acabámos de perder o homem que iniciou o estudo do Direito do Mar em Portugal.

Numa altura em que tanto se fala da importância do Mar e tão pouco se faz para melhor se o valorizar, não posso deixar de lamentar que ainda esteja por cumprir a ambição de tornar real o ensino da importância do Mar nas escolas portuguesas, deixando ainda uma palavra de censura para com a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDL) por ter eliminado do programa curricular de licenciatura uma cadeira de tamanha importância - e que até tem procura!

Intriga-me que o Direito do Mar tenha desaparecido desta maneira, limitando-se a ser uma mera cadeira semestral (e opcional) do mestrado profissionalizante. Actualmente, resta-nos um investigador profundo destas temáticas - o Prof. Doutor Fernando Loureiro Bastos. Portugal está a deixar de pensar o Mar e isso, num País com a nossa tradição, representa um autêntico suicídio histórico, cultural e patrimonial!

Sem comentários: