quarta-feira, 25 de abril de 2012

A origem do 25 de Abril de 1974

Privilegio a assertividade e subscrevo as melhores opiniões. Porque é importante esclarecer a verdade aos menos esclarecidos e recordá-la aos que a tentam desvirtuar, hoje transcrevo a curta intervenção de Miguel Mattos Chaves (com alterações apenas quanto a questões relacionadas com formatação de texto), em nome da verdade:
«25 de Abril de 1974... vamos aos factos.
O Movimento dos Capitães nasce por 3 (três) razões:
  • Os oficiais das Forças Armadas não queriam que os oficiais milicianos pudessem passar ao quadro permanente sem frequentarem a Academia Militar durante o mesmo número de anos que os oficiais do quadro permanente;
  • Os oficiais das Forças Armadas queriam mais e melhor armamento e condições logísticas para fazer face aos movimentos terroristas que actuavam no Ultramar português;
  • Os oficiais das Forças Armadas queriam mais e melhor remuneração quando estivessem em Zona Operacional (Ultramar), sobretudo em ZO a 100%.
Foi por estas razões, e não por nenhuma outra, que nasceu o 25 de Abril. Como o Prof. doutor Marcello Caetano não satisfez estas exigências, já expressas na Manifestação Fardada - no Terreiro do Paço, em Junho de 1972 -, os oficiais começaram a conjurar contra o regime que, até aí, defendiam.
Tudo o resto são histórias inventadas pelos dirigentes do PCP e restante extrema-esquerda e aproveitado por outros.»

Na mouche!

Sem comentários: