quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Não são profecias, são evidencias. Basta saber ler.

O I noticia que vem aí um novo imposto especial sobre o consumo de electricidade. Este aumento já havia sido referido neste espaço há exactamente 15 dias, não porque tivesse acesso a informação privilegiada ou por ser vidente, mas porque sei ler e sou daquele género de pessoa que lê as notas de rodapé e todas as cláusulas contratuais do princípio ao fim. Li o Memorando de Entendimento celebrado com o triunvirato e o imposto especial sobre o consumo tem de ser uma realidade até ao final do ano de 2011.

Quem votou a 5 de Junho passado devia ter lido o Memorando e quiser saber o que aí vem em 2012 devia fazer o mesmo e acrescentar mais alguns sacrifícios a fazer porque afinal, conforme já aqui igualmente defendido, a economia continua estagnada e o acordado com o triunvirato não é, nem será, suficiente para garantir o pagamento da dívida, o que obrigará a uma renegociação quando já nada mais o Estado tiver para privatizar ou taxar. Vai nova aposta?

Sem comentários: